Saiba como evitar a conjuntivite

4 minutos para ler

A conjuntivite é um problema comum, que gera muito desconforto para o paciente. De tempos em tempos, há alguns surtos da doença, que pode ter diversas causas. Porém, evitar a conjuntivite pode ser muito simples, com apoio de algumas medidas de higiene e cuidados de saúde. Este post vai esclarecer algumas informações sobre a doença e também trazer diversas recomendações para minimizar o risco de infecção.

Por isso, venha se informar com a gente e aprender mais sobre o assunto, sempre com foco na promoção da saúde e na tomada de medidas de prevenção. Continue acompanhando e entenda mais como evitar a conjuntivite!

O que é a conjuntivite e quais são os sintomas da doença?

A conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, a membrana que reveste a parte branca dos olhos e a região interna das pálpebras. A doença pode ser provocada pela ação de vírus ou bactérias, sendo que o tratamento vai depender do tipo de micróbio que provocou o quadro. 

Os principais sintomas da doença são sensação de areia nos olhos, coceira, vermelhidão e lacrimejamento na região ocular. O contágio ocorre pela via de secreções, que passam para a mão ou utensílios que têm contato com os olhos do paciente. Assim, a pessoa toca em objetos, nas mãos de outras pessoas ou outros locais e os agentes infecciosos se disseminam.

Conforme é possível ver, a transmissão da conjuntivite é muito parecida com a do coronavírus. As medidas de prevenção também são similares.

Como evitar a conjuntivite?

Há diversas medidas profiláticas muito simples para evitar a conjuntivite. Veja a seguir o quanto é fácil inserir essas estratégias na sua rotina!

Evite coçar os olhos na rua ou com as mão sujas

As mãos sujas ficam repletas de micróbios e agentes infecciosos. Na rua, o problema é ainda maior. Tocamos no dinheiro, no transporte público e em objetos de uso geral, que já passaram pelas mãos de muitas outras pessoas. Assim, quando estiver fora de casa ou com as mãos sujas, evite tocar a região ocular. Se sentir alguma coceira ou incômodo, higienize as mãos primeiro, lavando com água e sabão, para só então tocar nos olhos.

Lave as mãos com frequência

Um cuidado que já deve ter se tornado parte da rotina devido à pandemia de coronavírus, lavar as mãos com frequência é uma medida que previne diversas doenças. É uma estratégia simples e que ajuda a minimizar os riscos de contágio por vírus, bactérias e outros micróbios.

Não compartilhe maquiagem

A maquiagem tem contato direto com a pele, os olhos e as mãos. Assim, se a pessoa estiver doente, os micróbios podem passar para esses utensílios. Como medida preventiva, o ideal é que cada um tenha o seu kit, evitando o compartilhamento de maquiagem. 

Utilize toalhas de papel descartáveis para higienizar os olhos

Os olhos são uma região muito sensível à ação de micróbios à transmissão de doenças. Nesse contexto, as toalhas de rosto, sem nós percebermos, podem ser um grande agente de disseminação de micro-organismos, já que as pessoas secam a face nelas. Dessa forma, quando for higienizar seus olhos, opte por toalhas de papel descartáveis ou por uma toalha de pano de uso apenas pessoal, sem compartilhamento em casa.

Não se automedique 

A automedicação é uma prática muito danosa para o organismo. Um tratamento equivocado para a conjuntivite pode fazer o problema se agravar e gerar muitas complicações para a saúde dos olhos. Assim, se notar qualquer sintoma de conjuntivite, busque o apoio de um médico oftalmologista.

A conjuntivite é um problema de fácil contágio, demandando diversos cuidados para evitá-la. Lembramos que há medidas adicionais, além das que citamos anteriormente, como permanecer em casa se estiver doente, evitar aglomerações e separar objetos de uso diário, como copos, toalhas e talheres, para minimizar o risco de contaminar outras pessoas.

Evitar a conjuntivite demanda alguns cuidados básicos, que previnem contra essa doença e são profiláticos também contra a infecção por coronavírus. Ao sinal de qualquer sintoma de conjuntivite, jamais se automedique. Procure o oftalmologista imediatamente e siga o tratamento recomendado pelo profissional com todo o cuidado.

Gostou de aprender como evitar a conjuntivite? Aproveite e compartilhe este post com seus colegas nas redes sociais!

Visioncard: saiba como utilizar um sistema de gestão de saúde online
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.