Precisamos falar sobre o impacto da insatisfação de funcionários na marca da empresa

4 minutos para ler

No meio corporativo, muito se fala sobre a satisfação dos clientes: afinal, a saúde financeira da empresa depende deles e, no geral, a máxima “o cliente tem sempre razão” é muito utilizada. No entanto, cada vez mais se fala em agradar outro público, do outro lado do balcão. Você já se perguntou quais os malefícios da insatisfação de funcionários?

Enquanto clientes insatisfeitos compram menos, funcionários insatisfeitos podem reduzir sua produtividade, de maneira muito mais sutil. Por esse motivo, buscar uma boa relação da empresa com o colaborador traz benefícios mútuos.

Neste post, explicaremos por que esse tema vem ganhando tanta relevância — e como contorná-lo de maneira eficaz. Continue lendo para saber mais!

Por que se preocupar com a insatisfação de funcionários?

Pesquisas recentes evidenciaram um crescimento de 82% em 3 anos na rotatividade de funcionários no Brasil. Para termos uma noção, esse valor é superior ao dobro da média mundial: estamos contratando mais, mas também demitimos mais e passamos menos tempo em cada emprego.

Existem diversos fatores que influenciam nesse fenômeno. As recentes mudanças na constituição, a demanda por mão de obra barata e as facilidades da terceirização auxiliam a explicar nossa alta rotatividade.

Se, por um lado, esse turnover ajuda a suprir demandas, ele também traz novos problemas: a alta rotatividade aumenta custos com recrutamento, reduz a produtividade a longo prazo e dificulta a retenção de talentos na empresa.

Para frear essa tendência e ir na contramão do turnover crescente no Brasil, investir na satisfação dos funcionários pode ser uma boa opção. Assim, você minimiza os riscos de fuga de talentos e retoma a estabilidade no seu quadro de funcionários. Mesmo que sua empresa lide com funcionários de alta rotatividade, você consegue preservar cargos estratégicos que demandam um trabalho longitudinal — e que ficariam, portanto, prejudicados com o turnover atual do mercado.

Quais as consequências de um corpo de funcionários insatisfeito?

A estabilidade é apenas um dos fenômenos relacionados à insatisfação de funcionários. No dia a dia, é possível perceber outros fatores prejudiciais à empresa, que estão relacionados a essa insatisfação.

Uma equipe insatisfeita tende a ser menos comprometida e cumprir apenas metas explícitas, por exemplo. Além disso, o nível de reclamações (sejam elas internas ou judiciais) aumenta, requerendo maiores investimentos administrativos. Por fim, até o relacionamento com o cliente pode ficar prejudicado — podendo ser enxergado pelo funcionário como uma forma de revanche contra a empresa.

Como melhorar a satisfação profissional?

Quando tentamos melhorar a satisfação dos clientes, geralmente buscamos nos colocar no lugar deles para obter outra perspectiva. No caso da insatisfação de funcionários, a mesma metodologia pode ser utilizada: caso você estivesse na posição de seus subordinados, o que te traria frustração ou indignação em relação à empresa?

Em alguns casos, o fator de irritação pode ser explícito e pontual. Longas jornadas de trabalho, poluição sonora ou atritos com colegas de trabalho podem contribuir para a insatisfação. Nessas situações, em pouco tempo é possível identificar esse fator e revertê-lo.

Caso você não identifique um motivo explícito, você pode apostar na concessão de benefícios aos funcionários. Eles aumentarão a fidelidade dos colaboradores e, certamente, os deixarão mais motivados a cumprir seu papel. Dentre eles, destacamos os auxílios com planos de saúde, os programas motivacionais e benefícios específicos com outras empresas.

A insatisfação de funcionários vem ganhando atenção crescente no meio corporativo. Além de aumentar a rotatividade dos cargos, ela também influencia na produtividade e no número de reclamações na empresa. Nesses casos, é fundamental investir em uma pesquisa de satisfação interna, identificar as causas da insatisfação e tomar medidas eficazes para revertê-la.

Se você quer se manter em constante atualização sobre esse e outros assuntos voltados para a gestão de empresas, não perca tempo: nos acompanhe em nossa página do Facebook! Estamos sempre falando a respeito por lá.

Visioncard: saiba como utilizar um sistema de gestão de saúde onlinePowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário