Medicina preventiva: saiba o que é e como pode ser aplicada no seu negócio

11 minutos para ler

Para quem atua como gestor de uma equipe, setor ou mesmo empresa, além das suas responsabilidades, por exemplo, nas tomadas de decisão ou no gerenciamento dos seus subordinados, é importante pensar também em como tornar melhor a vida dos profissionais no seu negócio. Uma das técnicas mais eficientes é a medicina preventiva.

Como o nome já indica, a ideia é evitar que os números alarmantes apontados pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT) se repitam: foram mais de quatro milhões de acidentes e doenças que atingiram os brasileiros em 2017, com R$ 80 bilhões perdidos em despesas acidentárias.

Já pensou nos ganhos — não só financeiros — para a sua empresa ao adotar algumas práticas de medicina preventiva? Seja para aumentar a produtividade ou reduzir a rotatividade da sua equipe, a aplicação desse conceito pode solucionar diversos problemas e, no fim, resultar em um melhor desempenho. Então continue a leitura para saber mais!

O que é medicina preventiva?

Como os dados do MPT mostram acima, a segurança no trabalho é um problema grave no Brasil e, cada vez mais, as empresas precisam adotar práticas que ajudem a combater o aumento desses números. Uma das formas mais eficientes é trabalhando com a prevenção, exatamente o que propõe o conceito da medicina preventiva.

Em vez de socorrer alguém, não é melhor evitar que essa pessoa se coloque em uma situação de risco, por exemplo? Na prática, é nisso que consiste a medicina preventiva: a busca por maneiras de tornar a prática de determinada função no ambiente de trabalho mais segura e, apesar de muitas vezes esquecida, saudável.

Para um gestor, uma das obrigações e responsabilidades do cargo é fazer com que os profissionais sob sua responsabilidade se sintam bem, certo? Afinal, é preciso oferecer as melhores condições possíveis de trabalho para que eles se dediquem exclusivamente ao desempenho das suas funções e isso passa diretamente pela medicina preventiva.

Nem todos os cargos e funções são considerados de risco, porém, as muitas horas em uma posição desconfortável, por exemplo, podem gerar problemas a longo prazo. Não à toa, a justificativa mais utilizada para o afastamento de trabalhadores no Brasil em 2017 foi a tão conhecida dor nas costas, de acordo com dados do INSS.

Outro problema que aparece em grande quantidade nessa lista? Episódios depressivos. O que pode ser um forte indicador de que o profissional não está realmente satisfeito naquele ambiente. Doenças como essas podem ser solucionadas com um trabalho eficiente de prevenção, utilizando técnicas para mitigar as chances dessas situações acontecerem.

Um exemplo? Fazendo um trabalho mais eficaz, por exemplo, de ergonomia, evitando que os profissionais passem muitas horas em uma posição que prejudique o seu corpo a longo prazo. No caso dos episódios depressivos, ações visando a saúde mental dos colaboradores podem ajudar nesse processo de prevenção.

Uma das consequências ao não tornar o ambiente de trabalho mais seguro e saudável é, por exemplo, a alta rotatividade de funcionários ou a ausência deles por conta de doenças ou acidentes. Para quem precisa comandar uma equipe, poucas coisas são tão ruins quanto lidar com tantas modificações constantes dentro de um mesmo time.

A medicina preventiva é utilizada para garantir que o ambiente de trabalho seja o melhor possível para todos que estejam ali. A ideia é que os profissionais envolvidos tenham as condições ideais para realizarem as suas atividades sem se preocuparem com eventuais acidentes ou doenças, apenas no desempenho das suas funções.

Portanto, a aplicação da medicina preventiva é fundamental para que o ambiente de trabalho dentro da sua organização seja o mais saudável possível. Com algumas práticas de prevenção implementadas, você vai garantir que todos os profissionais tenham as melhores condições para atingirem um alto nível de produtividade.

Quais as 5 principais vantagens ao aplicar esse conceito?

Que tal, então, saber quais são as principais vantagens ao adotar estratégias de medicina preventiva dentro da sua organização? Separamos cinco desses benefícios para que você não pense duas vezes antes de colocar em prática essas ações que vão garantir um ambiente de trabalho mais seguro e saudável para todos. Confira!

Menor rotatividade

A retenção de talentos é um dos grandes desafios de um gestor, certo? A notícia boa é que essa é uma das principais vantagens ao aplicar a medicina preventiva dentro da sua organização. Afinal, um dos motivos mais comuns para justificar a saída de uma empresa é a qualidade do ambiente de trabalho e como aquele cargo afeta a qualidade de vida do profissional.

Ao pensar em formas de tornar o trabalho de cada colaborador mais seguro e saudável, você garante que ele se sinta confortável e valorizado. Além disso, você pode diminuir consideravelmente o número de faltas e ausências em dia de trabalho por conta de doenças ou acidentes. Dessa forma, você reduz a rotatividade como um todo na sua equipe.

Maior facilidade para atrair talentos

Outro desafio muito comum para qualquer gestor é conseguir atrair profissionais de destaque no mercado, convencê-los, por exemplo, de mudar de empresa. Uma forma de tornar um ambiente mais atrativo para talentos de diferentes áreas é investir no profissional que já está trabalhando com você, garantindo que ele esteja satisfeito.

Afinal, hoje existem diversos sites de avaliação e recomendação de vagas e empresas, e detalhes como esse fazem uma enorme diferença na hora do candidato avaliar uma mudança de emprego, por exemplo. Tornando o ambiente mais saudável e seguro, automaticamente ele também se torna mais atrativo para que profissionais de destaque se interessem pela sua empresa.

Melhores condições de trabalho

Ao fazer uma melhor gestão da saúde na sua empresa, você torna o espaço de trabalho ainda mais agradável para que cada funcionário desempenhe a sua função específica. Afinal, já pensou ter que se concentrar nas suas obrigações enquanto lida com dores nas costas ou dores de cabeça por não conseguir ter uma visão adequada da sua tela, por exemplo?

A medicina preventiva, portanto, é uma forma de salário emocional, ou seja, uma iniciativa que busca tornar o ambiente de trabalho mais agradável, fortalecendo um clima organizacional positivo para todos os envolvidos naquele espaço. Sem preocupações externas, os colaboradores se concentram apenas naquilo que realmente importa para o sucesso da empresa.

Maior engajamento

A motivação de funcionários é outro dos muitos benefícios da aplicação da medicina preventiva e, consequentemente, gera um maior engajamento por parte dos colaboradores. A tendência é que, assim, os resultados conquistados sejam mais positivos, já que todos ali fazem o máximo pela empresa por se sentirem valorizados com ações voltadas para ergonomia visual, por exemplo.

Maior produtividade

Motivados, a tendência é que o nível de produtividade de toda a sua equipe também se eleve, já que todos vão focar exclusivamente nas suas funções e obrigações. Qual time consegue apresentar resultados satisfatórios com muitas ausências por doença ou troca de funcionários por conta de acidentes ou até mesmo insatisfação com aquela função?

Ou seja, todos os tópicos acima gerados por ações de medicina preventiva acabam resultando em um desempenho melhor da organização como um todo. Os benefícios são muitos quando as estratégias certas são aplicadas, otimizando a produtividade de toda a equipe e garantindo que o foco esteja sempre em alcançar os objetivos traçados inicialmente.

Quais as 4 melhores aplicações da medicina preventiva?

Mas quais são as melhores formas de aplicar esse conceito na sua empresa? Para que você identifique as ações que melhor se encaixam às necessidades e ao perfil dos seus funcionários, listamos as aplicações mais utilizadas no mercado corporativo. Alguma delas vai, sem dúvidas, ser útil para a melhoria do ambiente de trabalho da sua empresa!

Saúde mental

Como os dados acima do INSS mostraram, a saúde mental dos profissionais da sua empresa é algo que precisa ser pensado em todos os detalhes e está diretamente conectada às ações de medicina preventiva em qualquer organização. Contar com psicólogos à disposição para os seus colaboradores, por exemplo, pode ser uma opção interessante.

Garantir que os desafios e a tradicional pressão de qualquer cargo não se desenvolvam para um quadro mais grave. A ideia aqui é garantir que todos os colaboradores da sua empresa tenham o suporte necessário para contornar casos como de transtornos de ansiedade ou mesmo para ter uma reação mais adequada ao estresse.

Ergonomia

Imagine se sentar na mesma cadeira oito horas por dia e cinco vezes na semana? Fazendo os mesmos movimentos hora após hora? Isso já pode ser ruim para o seu corpo se o posicionamento da cadeira for o adequado, porém, imagine se não for? Justamente para isso que as ações de ergonomia existem: evitar que problemas de postura se desenvolvam.

Posicionamento e qualidade das cadeiras, mesas e computadores, por exemplo. Encontrar a distância adequada para não forçar a coluna e, consequentemente, gerar problemas posturais, enfim, ações de medicina preventiva para que os funcionários estejam em um ambiente realmente adequado para exercerem as suas funções.

Saúde visual

Você sabia que, de acordo com dados do IBOPE, mais de 30% dos brasileiros nunca consultaram um oftalmologista? Sendo assim, é fundamental que você ajude os profissionais da sua empresa nesse assunto. Por isso, investir em ações de medicina preventiva voltadas para a saúde visual pode garantir, além do ganho em qualidade de vida, maior produtividade dos colaboradores.

Dores de cabeça, dificuldades para enxergar, enfim, são muitos problemas de visão que podem atrapalhar uma rotina de trabalho. Sendo assim, você deve oferecer o suporte profissional necessário para que todos passem a adotar as melhores práticas possíveis para cuidar adequadamente dos olhos.

Ginástica laboral

Outra prática importante de medicina preventiva é a ginástica laboral, uma série de exercícios voltada exclusivamente para o ambiente de trabalho. A ideia é tirar os funcionários de suas funções por 5 até 15 minutos e os incentivarem a praticarem determinados exercícios e movimentos que vão gerar inúmeros benefícios para o restante do dia de trabalho.

Quais pontos analisar antes da aplicação dessas práticas?

Os benefícios da medicina preventiva são muitos e as possíveis aplicações também, porém, é preciso saber exatamente o que a sua empresa — e os profissionais que fazem parte dessa estrutura — precisa solucionar. Portanto, é preciso colocar alguns pontos em análise para saber quais são as estratégias com maior potencial de funcionarem.

Afinal, de que adianta gastar tempo e recursos para solucionar um problema que não existe dentro da sua organização? O primeiro passo é identificar quais são as situações que estão afetando o desempenho da equipe, ou seja, os problemas mais comuns que aqueles profissionais estão passando e que têm influenciado diretamente as suas funções.

Por isso, é importante fazer um trabalho eficiente de monitoramento, identificando quais são as maiores necessidades dos profissionais e quais são as falhas cometidas pela empresa. Na prática, significa encontrar o que pode ser aprimorado. Caso muitos colaboradores tenham reclamado de dores nas costas, ergometria é a solução.

Uma maneira eficiente de avaliar as principais reclamações e possíveis pontos de aplicação da medicina preventiva é realizando feedbacks regulares. Porém, é importante que o foco não seja exclusivamente no desempenho das suas atividades, mas também em como eles se sentem naquele ambiente e sobre os seus maiores incômodos, por exemplo.

Realizando essa análise aprofundada sobre o cenário que a sua empresa se encontra, você potencializa as chances das suas ações de medicina preventiva serem, de fato, eficientes para os profissionais. Afinal, fazer por fazer não vai gerar benefícios práticos e os colaboradores vão continuar com os mesmos problemas de segurança e/ou saúde.

A medicina preventiva é, portanto, uma forma de garantir que os profissionais da sua equipe se sintam ainda mais à vontade e confortáveis para focarem exclusivamente no desempenho das suas atividades principais. Além disso, investir nesse método acaba beneficiando a empresa de outras formas, como uma maior facilidade para reter talentos.

Agora que você já sabe o que é e quais os benefícios da medicina preventiva, que tal conferir outras práticas que podem ajudar você a tornar o ambiente corporativo ainda mais saudável e produtivo? Confira outro dos nossos artigos e saiba o que é telemedicina e como ela pode facilitar a rotina dentro da sua organização!

Visioncard: saiba como utilizar um sistema de gestão de saúde onlinePowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário