Entenda a importância da promoção de saúde e como fazer isso em empresas de Joinville – SC?

7 minutos para ler

Segundo a OMS, a promoção da saúde é definida como um conjunto de intervenções que visam otimizar a saúde e a qualidade de vida. Devido à abrangência do conceito, é fundamental aplicá-lo levando em conta fatores ambientais, públicos e sociais. Você já se perguntou como melhorar a promoção de saúde em Joinville, especificamente?

Atualmente, o município já tem a maior população de Santa Catarina, ultrapassando até a capital do estado. Para planejar a promoção de saúde em Joinville, é preciso olhar a fundo seu crescimento, sua movimentação econômica e a logística municipal. Para as empresas, isso significa lidar de maneira eficaz e prática com o aumento crescente nos gastos com a saúde suplementar.

Por isso, responderemos, a seguir, as principais perguntas relacionadas à promoção da saúde em Joinville. Continue lendo para saber mais!

O que é promoção da saúde?

Antes de focarmos em Joinville, devemos compreender claramente o conceito de promoção da saúde. Essa prática visa a adoção de hábitos de saúde mais saudáveis à população — como se alimentar melhor, realizar exercícios físicos e aderir a consultas médicas regulares.

O termo é frequentemente confundido com a prevenção da saúde. Neste último, intervenções são planejadas para prevenir uma condição de saúde específica; o estímulo à cessação do tabagismo, por exemplo, é uma prática preventiva contra as doenças pulmonares crônicas. Por outro lado, a promoção da saúde visa melhorar a saúde de forma global e inespecífica. Ela demanda de três principais elementos básicos:

  • governança de saúde eficaz: seja na esfera pública ou nas empresas, a promoção de saúde requer uma gestão ativa e resolutiva. As intervenções devem estrategicamente levar em conta a situação dos usuários da rede de saúde, para obterem resultados maximizados;
  • informação em saúde: um dos princípios da promoção da saúde é a educação. Os usuários devem se empoderar das decisões acerca de sua própria saúde e conhecer os benefícios dos hábitos saudáveis de vida. Essa é a melhor maneira de melhorar a adesão às propostas e aumentar a sua durabilidade;
  • ambiente saudável: como o ambiente traz grande impacto à saúde, o terceiro pilar da promoção é garantir um ambiente saudável. Este é outro motivo pelo qual as condutas devem levar em consideração o contexto dos usuários acometidos.

Quem viabiliza a promoção da saúde?

Diferentemente do que se pode pensar, a promoção da saúde não beneficia apenas o usuário. No ambiente privado, investir na promoção da saúde se tornou uma estratégia cada vez mais adotada pelas empresas para reduzir os custos com sinistralidades. Afinal, pacientes mais saudáveis tendem a necessitar menos recursos invasivos e dispendiosos, reduzindo gastos com a saúde.

Quais os desafios encontrados em Joinville?

Embora Joinville possua um dos maiores IDHs do estado, ela não está isenta de problemas. Já considerada parte da Região Metropolitana do Norte Catarinense, ela está predisposta à maioria das complicações das grandes cidades. A seguir, destacaremos algumas particularidades da Manchester Catarinense que impactam na promoção da saúde.

Doenças epidemiológicas

Segundo a Secretaria de Saúde de Joinville, as doenças epidemiológicas ainda são um problema na cidade — principalmente a dengue, a febre amarela e o sarampo. Isso direciona a promoção da saúde a hábitos de atenção a sintomas característicos e à prevenção específica dessas doenças. Cuidados com mosquitos e cautela no contato com pessoas doentes, por exemplo, devem ser mais estimulados.

Perfil econômico

A economia de Joinville depende principalmente das indústrias, responsáveis por mais de R$7 bilhões anuais. Essa característica deve atentar para um perfil característico dos usuários da rede de saúde, que deve ser levado em consideração na promoção.

Quando comparado ao setor comercial, por exemplo, os galpões industriais estão mais sujeitos a acidentes de trabalho, exposição a agentes tóxicos ou poluição sonora. Nesses casos, a promoção da saúde também estimula medidas para redução de riscos e uso de Equipamentos de Proteção Individual, por exemplo.

Congestionamento

O rápido crescimento de Joinville também influencia na promoção da saúde. O exemplo mais corriqueiro disso é visto nos congestionamentos, que aumentam o tempo em trânsito. Neste ponto, é fundamental tomar mais atenção à saúde mental dos usuários, visto que eles passam por um período considerável de estresse durante seu transporte.

Burocracia excessiva

Algumas das soluções da promoção da saúde passam,, inevitavelmente, por outras empresas ou pelo poder público. Um exemplo é a concessão de benefícios para estímulos de práticas saudáveis, como metas de rastreamento de doenças ou consultas regulares ao médico. Com a burocracia, esses processos podem ficar mais lentos e inviáveis para as propostas de promoção de saúde.

Como enfrentar esses desafios?

Considerando a influência do ambiente, é fundamental levar em consideração os fatores demográficos, sociais e econômicos de Joinville na promoção da saúde. A seguir, descreveremos alguns métodos que podem ser utilizados para otimizar sua gestão na área.

Faça um mapeamento da sua população

É inegável que os fatores demográficos da cidade influenciam na situação de saúde dos funcionários. No entanto, na gestão de saúde privada, é importante ter uma noção específica da população que se está lidando; afinal, será com base nesses dados que você determinará suas políticas de intervenção.

Um exemplo prático de como levar as características da cidade em consideração nesse mapeamento é levantar a distância entre a empresa e as casas dos funcionários. Assim, você descobre se um fator que impacta significantemente a saúde na cidade — no caso, o congestionamento — também é importante na sua empresa.

Foque em intervenções estratégicas

Uma vez conhecido o perfil do usuário, é preciso focar nas intervenções que mais trarão resultados. Com uma população mais idosa, por exemplo, o tratamento de doenças crônicas evita gastos excessivos com internações ou exacerbações da doença.

Outra dica é focar em especialidades que impactam diretamente no trabalho. Um exemplo rotineiro é a saúde ocular: enquanto doenças oftalmológicas apenas crescem, cerca de um terço da população nunca foi ao oftalmologista. A dificuldade visual impacta diretamente na maioria dos serviços, reduzindo a produtividade da equipe e impactando na saúde financeira da empresa.

Conte com a VisionCard

Nós, da VisionCard, acreditamos que a promoção da saúde é o futuro da gestão privada da saúde. Por isso, contamos com soluções estratégicas para essa área, com foco na saúde visual. Além de auxiliarmos sua gestão de saúde, também oferecemos serviços de orientação em saúde 24 horas por dia e temos parceria com diversas óticas.

A promoção de saúde em Joinville tem tudo para trazer melhorias à rede de saúde e às empresas da cidade. Para otimizá-la, é fundamental conhecer o perfil da cidade e contar com parcerias de confiança e credibilidade.

Se você quer melhorar ainda mais seu plano de promoção da saúde, por que não confere nossos planos e verifica qual melhor se encaixa para você? 

Posts relacionados

Deixe um comentário