Retorno ao trabalho: quais os cuidados no pós-quarentena? Confira!

4 minutos para ler

A chegada da vacina contra a Covid-19 no Brasil faz o país vislumbrar o retorno ao trabalho de forma gradual. Para tanto, é importante as companhias estarem preparadas para receber os funcionários, mantendo certos cuidados de profilaxia, mesmo com a questão da ampliação dos grupos prioritários para o recebimento da vacina.

Nesse cenário, o setor de segurança do trabalho tem papel fundamental para apoiar as ações de retomada nas empresas, coordenando as ações necessárias para a segurança de todos.

Ao longo desta leitura, você confere quais são os cuidados no pós-quarentena para o retorno ao trabalho. Acompanhe!

Alinhe expectativas com o colaborador

Muitos trabalhadores se adaptaram bem à rotina em home office, sem prejuízos para a empresa. Nesse sentido, é válido levar essa questão para a direção da empresa, para que seja avaliada a necessidade de manter o colaborador trabalhando na sede da companhia — ou se ele pode continuar suas atividades de casa.

Caso seja decidido pelo retorno ao trabalho presencial, é válido escutar os colaboradores para que eles possam expor seus medos e anseios a respeito desse momento. Com isso, o setor de segurança do trabalho tem mais informações para fazer os ajustes necessários para a rotina no ambiente laboral.

Promova a retomada gradual

A prudência para a retomada ao trabalho deve ser uma constante. Nesse sentido, pensar em uma retomada gradual é fundamental para afastar o risco de contaminação. Junto ao RH da empresa e aos gestores das áreas, crie um calendário de retomada para cada setor. Também é válido pensar em convocar os colaboradores gradualmente. Dessa forma, você minimiza os riscos e ainda pode analisar os ajustes necessários para garantir o afastamento do risco do contágio.

Desenvolva um protocolo de segurança

O setor de segurança do trabalho precisa treinar os colaboradores para que eles tenham condições de colocar em prática as regras de higiene, distanciamento social, medição de temperatura, entre outros protocolos.

O posicionamento das mesas e o compartilhamento das áreas comuns também deve ser analisados, a fim de garantir o distanciamento social. O deslocamento dessas pessoas também precisa ser considerado, assim como protocolos para eventos e reuniões fora da organização.

Com isso, é possível oferecer um ambiente mais seguro a todos os funcionários, evitando o contágio no ambiente laboral — o que pode causar o afastamento do funcionário e gerar prejuízos financeiros para a empresa.

Divulgue as ações de profilaxia na empresa

A comunicação interna deve ser usada para reforçar as medidas de prevenção. Aposte em cartazes e na comunicação online para informar as condutas esperadas dos colaboradores para afastar as ameaças de contágio, bem como as iniciativas da empresa nesse sentido.

Faça um relatório de todas as ações

Para resguardar a empresa de possíveis questionamentos quando à segurança do trabalho envolvendo a disseminação do novo coronavírus. É importante documentar todas as ações propostas, com o objetivo de afastar a possibilidade de contágio. Com isso, caso algum questionamento seja feito diante dos órgãos públicos, a empresa estará resguardada.

Como vimos ao longo desta leitura, o retorno ao trabalho deve acontecer gradualmente e com bastante cautela. Considere a retomada gradual, com o sistema de trabalho híbrido. Vale lembrar que os cuidados contra a Covid-19 devem ser contínuos.

Se você gostou deste artigo sobre retorno ao trabalho, compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas possam ter acesso às informações que selecionamos sobre o tema!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.