Descubra os sintomas de imunidade baixa para ficar de olho

6 minutos para ler

A imunidade baixa é um quadro em que as defesas imunológicas não estão fortes o suficiente para o enfrentamento de agentes infecciosos, vírus e outros invasores do organismo. Isso significa que o corpo fica mais fragilizado e sujeito a ter complicações desenvolvidas a partir de quadros que começam simples. Há diversos sinais que ajudam a identificar o problema. Os sintomas de imunidade baixa são muitos, e é importante ficar atento a eles, especialmente na pandemia de coronavírus, com todos os perigos que isso traz para a saúde.

Preparamos este conteúdo especial com informações sobre a imunidade baixa, apontando os principais sinais desse quadro e mostrando também como é possível melhorar a situação. Continue acompanhando para aprender mais sobre o assunto!

Quais são os sintomas de imunidade baixa?

A imunidade baixa se manifesta em diversos sinais, que podem ser observados com a progressão do tempo. Tenha atenção se estes sintomas aparecerem e consulte um especialista. Veja a seguir!

Fraqueza

Ficar muito cansado com facilidade ou ter dificuldade com qualquer esforço físico pode ser sinal de que as defesas do organismo estão enfraquecidas. As dores e a fraqueza são bastante inespecíficas, sendo, na verdade, mensagens do corpo pedindo para descansar, até restabelecer a força do sistema imunológico.

Herpes

O vírus da herpes é contido pelo organismo quando as defesas estão fortes e operantes. Porém, se a imunidade abaixa, a defesa não é suficiente e a herpes começa a se manifestar. Herpes e aftas constantes podem ser sinal de que o sistema imunológico não está trabalhando em todo o potencial porque há algum fator gerando problemas, como uma doença, estresse, sobrecarga física ou carência nutricional.

Infecções recorrentes

Em uma infecção, um agente invade o organismo, se multiplica liberando toxinas e gerando sintomas, e o corpo provoca uma resposta imunológica. Coronavírus é um exemplo disso, desse modo, é essencial ter tantos cuidados na pandemia.

Em um quadro de imunidade baixa, o corpo pode ficar sujeito a infecções recorrentes, sendo que a resposta do sistema imunológico não é suficiente. Isso pode evoluir para quadros mais graves e complicações.

Cansaço excessivo

As atividades diárias são muitas, há a jornada de trabalho, cuidados com a casa, atenção às crianças, muitos estão estudando. Porém, há um tipo de cansaço que pode estar excedendo o limite de uma rotina atarefada.

É como uma exaustão em um quadro crônico, que não passa após muitas horas de descanso, pois o corpo está se esforçando muito para combater invasores, mas está tendo poucos nutrientes, recursos e condições para a geração da resposta imunológica apropriada. O resultado disso é um abatimento constante e a sensação de falta de energia.

Náuseas e vômitos frequentes

Náuseas e vômitos frequentes, assim como um mal funcionamento do intestino, são sintomas de imunidade baixa. Isso acontece porque a ingestão de alimentos é uma fonte constante de entrada em contato com agentes externos. Quando o sistema imunológico está forte e operante, esses micro-organismos são combatidos. Porém, quando esse sistema está mais debilitado, o corpo não dá conta de lidar com os invasores e esses sinais aparecem.

Infecção urinária de repetição

Uma infecção urinária pode ocorrer de forma muito esporádica. O normal é o sistema excretor funcionar bem, desde que os cuidados de higiene sejam realizados adequadamente. Infecções urinárias recorrentes podem indicar imunidade baixa, principalmente se o acometimento é associado a um quadro de estresse, que é um fator que impulsiona a redução das defesas do organismo.

Dores no corpo

As dores no corpo, assim como a fraqueza, são como mensagens enviadas pelo organismo para que o corpo descanse até se restabelecer. Assim, a pessoa tenta fazer as atividades, mas o corpo apresenta dores como resistência, em busca de repouso para restaurar as capacidades do sistema imunológico.

Olhos secos

A imunidade baixa pode ser provocada por uma alimentação não balanceada e pobre em nutrientes. Esse cenário pode gerar disfuncionalidades em algumas regiões do corpo, já que as vitaminas são substâncias importantes no preenchimento das funcionalidades das diferentes estruturas do organismo. O olho seco é um dos exemplos que pode ser desencadeado por esse cenário, apesar de esse problema também poder ser desenvolvido a partir de outras contingências.

Resfriados frequentes

Resfriados muito recorrentes ou gripes que evoluem para quadros mais graves podem ser sinal de que o corpo não está com defesas suficientes contra os vírus causadores dessas doenças. Tenha muita atenção com esse quadro, especialmente na pandemia de coronavírus, já que uma fragilidade imunológica aliada à baixa adesão aos cuidados preventivos pode facilitar o contágio pela COVID-19.

O que pode ser feito para melhorar a imunidade e ficar mais forte para as doenças que possam aparecer?

A imunidade baixa pode ser causada por diversos fatores, como estresse, hábitos de vida pouco saudáveis ou até variações hormonais. Além disso, o problema pode ser gerado também por alguma doença que se instalou no organismo. Por isso, a procura de um médico e a realização de exames é tão importante.

Em quadros em que não há uma doença provocando os sintomas de imunidade baixa, normalmente a intervenção terapêutica é focalizada na alimentação balanceada, na prática de atividade física regular de esportes que são leves e moderados.

É importante destacar que a dieta pode passar por alguma suplementação vitamínica. A carência de nutrientes pode tornar alguma atividade do organismo disfuncional, o que aumenta a propensão da redução da imunidade. Dessa forma, é importante ingerir alimentos ricos em selênio, zinco, ácido fólico e as vitaminas E, B6 e B9. Além disso, a atividade física escolhida não pode ser extremamente intensa, já que os exercícios muito pesados podem ser fatores que contribuem com a queda da imunidade.

O estresse também é um fator que gera maior suscetibilidade a doenças. Por isso, buscar atividades relaxantes e investir em uma terapia podem ser boas estratégias para melhorar a qualidade de vida e ter uma boa saúde mental.

O sistema imunológico enfraquecido é um quadro preocupante que gera diversos sinais para nos mostrar de que é necessário tomar alguma providência. Lembre-se de observar se os sintomas de imunidade baixa estão presentes e procurar um médico. O especialista vai indicar os exames adequados e apontar as estratégias ideais para o enfrentamento do problema.

A condição também pode melhorar com o apoio de atividade física leve, uma alimentação balanceada e cuidados para ter mais qualidade de vida e reduzir o estresse. Evite também hábitos nocivos, como ingestão de álcool em excesso, fumo e consumo de drogas.

Gostou de se informar sobre os sintomas de imunidade baixa? Aproveite e curta a nossa página no Facebook!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.