4 vacinas na infância que as crianças não devem deixar de tomar!

4 minutos para ler

As vacinas na infância são armas poderosas para prevenir diversas doenças infecciosas. A maior parte delas protege as crianças contra problemas graves, como meningite, coqueluche e sarampo.

Quando os pequenos não são vacinados, um surto de enfermidades pode surgir em determinada região. Assim, manter-se imunizado é fundamental para garantir a saúde de milhares de pessoas.

Quer saber mais sobre as vacinas na infância e quais são as principais? Continue a leitura deste post!

O que é a vacina e como ela atua no organismo?

A vacina é uma substância produzida em laboratório, e tem como função treinar o sistema imune contra diferentes tipos de doenças. Ela estimula a produção de anticorpos, que são substâncias produzidas pelo organismo para combater micro-organismos invasores.

Além de preparar o corpo para responder contra infecções, a vacinação também diminui a intensidade dos sintomas e protege as outras pessoas da comunidade, já que ocorre a diminuição da transmissão de doenças. As vacinas são muito seguras e devem ser tomadas por crianças e adultos, quando indicado.

Como funciona o calendário de vacinação?

Existem diversas vacinas que fazem parte do calendário de vacinação (administradas de maneira gratuita) e outras que são dadas por recomendação de um médico. Ao todo, 19 vacinas são disponibilizadas para mais de 20 doenças, e essa proteção deve se iniciar ainda nos recém-nascidos, se estendendo por toda a vida.

Quais são as principais vacinas na infância?

Existem várias vacinas fundamentais e obrigatórias, que devem ser administradas na infância. Listamos, a seguir, algumas delas.

1. BCG

Essa vacina é composta por uma bactéria atenuada, sendo importante para garantir a imunidade contra a tuberculose. Ela é obrigatória e dada ao recém-nascido, reduzindo a chance de essa doença perigosa se espalhar. Quando isso não é possível, pode ser aplicada em qualquer idade depois do primeiro mês de vida.

2. Tríplice viral

A tríplice viral protege contra o sarampo, a caxumba e a rubéola, e é uma vacina atenuada, contendo o vírus causador dessas doenças enfraquecido. A criança precisa receber a primeira dose com um ano de idade, e a segunda aos 15 meses. O indivíduo é considerado vacinado quando receber as duas doses depois da idade de um ano.

3. Sabin

Essa vacina tem a função de proteger contra a poliomelite. Ela é recomendada para crianças a partir dos dois meses de idade, sendo administrada em três doses. Além disso, é dada por via oral — injetável somente na terceira dose.

4. VHB

A hepatite B se caracteriza por irritação no fígado e inchaço em decorrência da proliferação de um vírus. Para a prevenção, é fundamental imunizar as crianças contra essa doença. Ela é dividida em três doses, e a primeira precisa ser aplicada no primeiro dia de vida. Esse tipo de vacina utiliza o vírus inativado, para que o sistema imune produza anticorpos específicos.

Agora que você já conhece as principais vacinas na infância, lembre-se que a vacinação é fundamental para prevenir o surgimento de doenças sérias. Não deixe de levar os seus filhos a um posto de saúde ou a uma clínica para que as doses sejam aplicadas.

Gostou deste post? Então, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais. Dessa forma, seus amigos também ficam a par das vacinas obrigatórias na infância!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.